18 julho 2003

ESTÓRIA

Esta estória, que até podia ser bastante longa e maçuda, fala – entre outras coisas - de uma esposa boa e bela que estava sozinha a treze de Maio de um ano que já passou

Quando ele tocou a campainha, ela estava a fazer sexo na Internet. A Rádio transmitia as cerimónias de Fátima. Soube-se também, que nesse dia, o vizinho do 2º Esquerdo voltou a insultar a mulher e chamou puta à filha. Continuo sem saber se a filha é puta ou não.

in UM BAILADO NO CENTRO DA ALMA, ângelo rodrigues, Ed. Minerva, Lisboa, 2002, 88 pp.