10 maio 2008

DA FEIRA DO LIVRO - II

Que balanço faz da Feira do Livro nos últimos anos?

Trata-se, de facto, de um evento marcante para a cidade de Lisboa e para o país. Se eu tivesse algum poder sobre a organização e concepção da feira, alteraria cerca de cinquenta por cento de tudo um pouco. Entre outras medidas a reflectir com mais calma e tempo, retirava a feira do local onde se encontra e procuraria, como medida principal, organizar – com bastante antecedência – um bom e ecléctico programa cultural. Além do referido, os stands que existem já não têm muito sentido para os dias de hoje e não dignificam em nada o aspecto e a estética da feira – está tudo muito visto e o público habitual está cansado. Este evento necessita urgentemente de ser modernizado e adaptado às novas exigências e aos novos hábitos de um público que se deseja também novo. De 0 a 10, o balanço é 5.

1 comentário:

António Vieira da Silva disse...

O que eu mais gostaria nesta feira? Bom o nosso livro FRAGMENTOS DE EMOÇÃO foi noticiado em algumas revistas sem a data de lançamento. Nessa altura não se sabia se havia feira, ou não,quanto mais termos uma data... Porque somos malucos não a mudamos para outro local, e com boas ofertas...
Questiono-me, se esta feira fosse organizada com a antecedência que um evento desta natureza e desta grandeza merece, as editoras não teriam oportunidade de ter actividades de mais interesse?